Já passamos dicas de como iniciar um projeto de decoração, hoje vamos falar de custos, afinal, sem verba não fazemos muita coisa não é mesmo? Gostou do tema? Então vem com a gente!

Novamente vamos levantar alguns pontos chaves para a nossa discussão e o primeiro é sonhos: coloque seus sonhos no papel, defina suas opções de conforto e funcionalidade (lembre que você vai habitar esse espaço), observe e anote o que lhe agrada e, por fim, solte a sua imaginação e planeje a execução do projeto.

Anote suas ideias e inspirações sempre

Anote suas ideias e inspirações sempre

Necessidades: o que você realmente precisa? Será que não pode reaproveitar os móveis e objetos que você já tem na sua casa? Para os mais habilidosos vale encarar um D.I.Y. Já quem não gosta pode pedir ajudar a um profissional que faça a restauração, que pode custar bem menos que um móvel novo e, além disso, a natureza agradece.

Antes de comprar algo novo pense se não pode aproveitar o que possui

Antes de comprar algo novo pense se não pode aproveitar o que possui

Tempo: o tempo que você possui vai determinar o preço de sua obra ou projeto de decoração, mas como? Pedidos com prazos curtos tendem a custar mais nos fornecedores e empresas contratantes. Com mais tempo você pode pechinchar, aguardar promoções (materiais de construção também possuem coleções sazonais e elas custam mais barato quando outra coleção está pronta para ser lançada, observe) e até reavaliar uma compra de impulso.

Organize-se

Organize-se

Por fim, o orçamento: é preciso avaliar a disponibilidade de recursos e respeitar seus limites econômicos. Peça orçamentos em diferentes empresas de materiais e serviços, procure por produtos similares e não tenha medo de negociar, lembre-se que você quer comprar tanto quanto eles querem vender.

Pense em opções mais viáveis

Pense em opções mais viáveis

Gostou da dica de hoje? Escreva para nós nos comentários ou no nosso e-mail decorloversoficial@gmail.com. Boa sorte com o seu projeto!